MANIFESTO EM FAVOR DA LEGALIDADE E DA DEMOCRACIA

Na qualidade de docentes e profissionais de Arquitetura e Urbanismo comprometidos com cidades e sociedades mais justas, não podemos tolerar que nossas instituições democráticas, construídas sob déc…

Fonte: MANIFESTO EM FAVOR DA LEGALIDADE E DA DEMOCRACIA

Anúncios

A propósito do novo Factoide: Marquise Minhocão

A propósito do novo Factoide: Marquise Minhocão e sem julgar o esforço e a qualidade do grupo Trypitique. Parece ser mais uma cartada do urbanismo de butique. Agora virou Marquise! Por um projeto de lei sancionado na semana passada o mostrengo virou “parque Minhocão” . Vamos parar de factoides e começar pelo começo retirando o nome do ex ditador do elevado. Dois: estabelecer uma discussão séria sobre a reutilização da estrutura como um parque linear elevado ou sua demolição e revitalização da região sob o atual viaduto. Três: Avaliação de custos e benefícios e estudos de viabilidade técnicos e econômicos. quatro: Verbas públicas ou concessão à iniciativa privada?. Jogo limpo e transparente.

Ninguém aguenta mais essa prestidigitação falaciosa, onde de repente, tiram da cartola um projeto “aprovado” que só depende de recursos privados. Saudades do jogo limpo, e dos concursos de projeto, conduzidos pelo IAB e Instituto dos Engenheiros, que instigavam a criação toda a inteligência técnica da cidade. Até mesmo um plebiscito seria válido com todas as cartas na mesa!

http://casavogue.globo.com/Arquitetura/noticia/2016/03/elevado-costa-e-silva-o-minhocao-sera-100-renovado.html

Avaliações da Lei de Zoneamento

Mílton Jung

Por Carlos Magno Gibrail

16078805833_5a379a7f99_z

A Folha e o Estadão abriram espaço em sua edição de sábado para a Lei de Zoneamento. O prefeito Fernando Haddad, não fosse esta Lei feita à imagem e à ordem da sua Administração, poderia antes de sancioná-la, trazê-la à luz da segmentação, da preservação das características regionais e, ao respeito à participação.

Na seção Tendências e Debates da Folha, o diretor da Faculdade de Arquitetura da Universidade Mackenzie, Arquiteto Valter Cadena, diz que a Lei traz uma proposta que cumpre seu papel. E afirma que ela “fugiu da negociata, sendo fruto de um processo participativo que se tornou irreversível. Foi discutida por meses e votada às claras, apesar do acolhimento de emendas de última hora que ofuscaram o brilho do processo”.

De outro lado, os engenheiros Rubens Menin e Renato Ventura, Presidente e Vice da ABRAINC Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias opinam que esta Lei…

Ver o post original 244 mais palavras

Muito Barulho por Quase Nada ou Me Engana que eu Gosto?

Acaba de ser criado o “parque Minhocão” a partir de um projeto de lei do Vereador Police Neto, e  o prefeito Haddad sancionou nesta quarta (09/03) projeto de lei que dá nome de Parque Minhocão ao Elevado quando o espaço está aberto às pessoas e fechado aos carros. . Eu particularmente cahei isso muito barulho por quase nada vereador José Police Neto! A escolha correta de uma verdadeira política pública de requalificação dos espaços da cidades é a definição entre um parque suspenso e ou sua demolição para contrução de um boulevard com um parque urbano. O fechamento da via para o lazer ser chamado de “parque” é uma ação falaciosa e pouco eficaz! As decisões esperadas são muito mais profundas, mas se ficam todos felizes assim, como na foto do evento, com uma via dominical ser chamada de Parque Urbnao o que se ha de fazer…….Isso é uso do espaço público que é ótimo, mas mão é um “parque” , apenas uma área de lazer dominical para uma cidade muito carente de espaços públicos. Mas o domínio é dos carros. Você já viu o high line ny vereador? Aquilo é um parque de lazer e contemplação. Enquanto isso o prefeito só enrola em relação à criação do Parque Augusta, Parque dos Búfalos Panamby – Expansão do Burle Marx, etc. Por outro lado o Rio de Jnaeiro avança com a demolição do elevado e está ficando lindo, ficamos aqui com esse jogo de encenação! Combate à manutenção desse mostrengo urbano chamado minhocão que tanto enfeia nossa querida cidade! Espero sinceramente que a “criação” do Parque Minhocão não “retarde” isso ainda por mais tempo!

Geografia

É consenso entre pesquisadores a confusão na definição e diferenciação dos conceitos de jardins, praças, parques e demais áreas verdes devido as suas origens e seu desenvolvimento no decurso histórico que foi redefinindo suas funções e usos de acordo com as mudanças no cenário urbano. Independentemente das contradições conceituais, os autores que conceituam parques urbanos apontam a diversidade de benefícios proporcionada pela presença e uso desses redutos naturais.

Praça Bento Munhoz da Rocha, também conhecida como “Praça do Fórum”/ Campo Mourão-PR

Parque Municipal Joaquim Teodoro de Oliveira/ Campo Mourão-PR

Afinal, o que são parques urbanos?

Para (KLIASS, 1993, p. 19) “os parques urbanos são espaços públicos com dimensões significativas e predominância de elementos naturais, principalmente cobertura vegetal, destinado à recreação”. De acordo com a autora o acelerado crescimento da urbanização, a artificialidade do meio urbano, os impactos ambientais tem influenciado na vida urbana. Desta forma surge à necessidade de…

Ver o post original 490 mais palavras