SP Zoneamento: fio de esperança ou desconfiança?

O resultado de um modelo inflexivel que faz uma leitura uniforme da cidade!
“Será que esta maleabilidade pode ser um fio de esperança às demais ZERs que não foram beneficiadas, e terão as benesses de um sistema inteligente mantendo o conceito básico, mas se adaptando às peculiaridades de cada região?” Respondo à sua pergunta Carlos Magno Gibrail:
Acho extremamente dificil pois essa falta de maleabilidade está no cerne do modelo e da metodologia proposta para o zoneamento, que o desconecta do territorio e dos planos regionais e de bairro, e que como premissa uniformiza o tratamento dos corredores especiais de comercio, as regiões a adensar e verticalizar sem estudos ambientais e de planejamento, e até permitirá operações urbanas “sem projeto urbanístico”!
Acrescento, que no caso dos corredores de ZCor, os três modelos propostos apresentam opções muito rígidas para darem conta de todas as situações de conflito. O grande urbanista Jorge Wilheim, criou e aplicamos em 2004 no zoneamento articulado aos Plano Regionais de cada Subprefeitura, os “chamados acordos de vizinhança” presentes no PDE 2002, que permitia buscar soluções específicas de usos adequados para atender as especificidades de cada bairro. Infelizmente essa visão generalizante do zoneamento proposat pela administração Haddad e a direçaõ da SMDU, à guisa de simplificação, jogou toda essa experiência no lixo e reeditou o zoneamento com um modelo único e rígido, que tem que caber em todas as situações para bairros e subprefeituras, que equivalem a cidades completamente distintos entre si Deu nisso, um modelo que não atende e nem resolve grande parte das situações e que poderá colocar em risco, conquistas duramente conseguidas, como o equlibrio entre bairros residências, zonas mistas com predominância para o uso residencial, e zonas de centralidade com predominancia para o comercio e serviços, e a consideração importantíssima de que a via e não apenas o lote são elementos chaves para a regulação dos usos. permitidos.

Fonte: SP Zoneamento: fio de esperança ou desconfiança?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s