Análise da proposta de zoneamento enviada à Câmara

SAAP

Alto de Pinheiros, junho de 2015

Após a promulgação do Plano Diretor Estratégico de São Paulo em agosto de 2014, teve início o processo de discussão da Lei de Parcelamento, Uso e Ocupação do Solo que vai definir os usos permitidos e os parâmetros construtivos para toda a cidade.

A Saap participou de todo o processo para conhecer o projeto e atuar para que as modificações não sejam danosas à Zona Estritamente Residencial.

Depois de várias versões, o Projeto de Lei foi encaminhado para a Câmara Municipal onde será debatido e pode sofrer alterações. A Câmara lançou esta semana um site que convida os cidadãos a sugerir mais alterações.

No PL apresentado à Câmara, várias conquistas importantes foram obtidas pela Saap, após muita discussão com a SMDU, Subprefeitura de Pinheiros e vereadores, além de atuação marcada em debates e audiências públicas.

  1. As Restrições Contratuais do loteamento continuam valendo quando…

Ver o post original 677 mais palavras

Anúncios

Inovações e desafios da Operação Urbana Água Branca

Operação Urbana para quem?

AguaBranca-Jonathas (7) Vista aérea de parte da área da Operação Urbana Consorciada Água Branca. Foto: Jonathas Silva

Por Paula Santoro*

Criada em 1995 pela Lei n. 11.774, a Operação Urbana Consorciada Água Branca (OUCAB) foi revisada em 2013 (Lei n. 15.893), com projeto urbano que prevê novas intervenções e novos mecanismos de gestão e participação. Essa operação urbana é um pouco diferente das demais, uma vez que propõe intervenções que vão além das obras viárias, historicamente foco da maioria das operações do tipo.

Além disso, a operação abrange uma área que inclui, além de seu perímetro imediato, um perímetro expandido – entre os bairros da Barra Funda e Pompeia, na Zona Oeste de São Paulo. Os recursos arrecadados com a venda de certificados de potencial adicional de construção (Cepacs) no âmbito da operação podem ser utilizados no perímetro imediato sem restrições. Já no perímetro expandido, esses recursos poderão ser…

Ver o post original 782 mais palavras

Precisamos mesmo do Minhocão?

Excelente texto sobre a inoportunidade do Minhocão e o que representou na sua implantação como obra icônica da ditadura militar

blog da Raquel Rolnik

minhocao foto gabriel de andrade fernandes Foto: Gabriel de Andrade Fernandes / Flickr.

Desde o último sábado, os paulistanos podem aproveitar ainda mais o Minhocão aos finais de semana. O elevado, que já estava fechado para carros aos domingos, agora fica aberto pra lazer das 15 horas de sábado até as 6h da manhã de segunda-feira, ininterruptamente.

O destino do Minhocão é um dos debates atuais da cidade de São Paulo. Com o avanço de seu fechamento aos finais de semana e durante as madrugadas, aos poucos, sua função de via expressa de carros, fazendo a ligação Leste-Oeste, vai gradativamente se desconstituindo, e as discussões sobre seu futuro vão se multiplicando. Basicamente duas soluções estão sendo consideradas hoje: a transformação permanente de toda a estrutura em parque, ou sua completa demolição.

É totalmente compreensível a posição dos que reivindicam o parque. Vivemos um momento em que os moradores de São Paulo estão reivindicando e se…

Ver o post original 467 mais palavras

O zoneamento de Haddad é um retrocesso

Plano e Zoneamento não sustentaveis

Mílton Jung

Por Carlos Magno Gibrail

Marta Suplicy, justificando a sua decisão de sair do PT, apresentou uma série de críticas à atuação do partido. Apontou resultados desastrosos inegáveis. Embora possa haver aí ressentimentos por preterimentos anteriores a que foi submetida, na área de urbanismo é inquestionável a sua experiência. E o Plano de Haddad, convenhamos, é um prato cheio para quem busca análise técnica e isenta. Por isso, a Lei de Zoneamento é a escolhida por Marta para provocar indigestão nesta questionável administração petista.

O “Acorda, São Paulo”, artigo de 19 de junho da Folha, escrito por Marta, é um primor sob o aspecto urbanístico, difícil até de acreditar, que a autora, é a mesma que optou pelo túnel da Faria Lima com a Cidade Jardim.

Dentre as inúmeras questões levantadas, há o destaque positivo na atuação de Jorge Wilheim, que executou os Planos Regionais em 2002, para refletir as peculiaridades…

Ver o post original 170 mais palavras

Um retrato nítido de Mário

blog da flip

José Miguel Wisnik lançou um olhar generoso e vigoroso na obra de Mário (foto de Walter Craveiro) José Miguel Wisnik lançou um olhar generoso e vigoroso à vida e à obra de Mário (foto de Walter Craveiro)

O clamor de José Miguel Wisnik para que educação e cultura sejam de todos, em projeto capaz de fazer o Brasil renascer de si mesmo, “em vez de fazer de tudo para jogar a juventude pobre e mestiça no esgoto das prisões”, comoveu o público presente hoje na “Conferência de encerramento: Mário de corpo inteiro”.

Emocionado, o ensaísta, músico e professor de literatura brasileira foi aplaudido de pé, por minutos. Logo após criticar o projeto para a redução da maioridade penal no Brasil, Wisnik cantou “Garoa do meu São Paulo”, poema de Mário de Andrade que integra a obra Pauliceia Desvairada (“O negro vem vindo, é branco / só bem perto fica negro / passa e torna a ficar branco”).

Antes de dar um tom político à conferência, Wisnik havia discorrido por pouco mais de…

Ver o post original 238 mais palavras