PLANO SEM SUSTENTABILIDADE URBANISTICA AMBIENTAL

PLANO SEM SUSTENTABILIDADE URBANISTICA AMBIENTAL

Quem poderá em sã conciência dizer que está a favor da sustentabilidade urbana da cidade quando promove uma verticalização sem precedentes, com CA 4 (4 vezes liberadas as construções em terrenos e lotes) em 46 km2 da cidade só com os eixos atuais da primeira etapa, sem limites de estoques construtivos adicionais ( na verdade com um estoque liberado de até 184 Km2 de construções verticais), sem projeto urbano e sem estudo estudo ambiental, atingindo 65 estações de metro e todo o entorno dos corredores de ônibus “automaticamente”. Além disso, todos os miolos dos bairros em 182 km2 poderão ter um Coeficiente de Aproveitamento de 2 vezes a árae dos terrenos (CA 2). Vão sobrar cerca de 10% da zona urbana da cidade com zonas exclusivamente residenciais e zonas mistas horizontais (ZM1) sem verticalização.

Dessa forma, muitos bairros serão desestruturados sem nenhum planejamento urbano e retirou-se o direito democrático dos moradores de opinar sobre essa grande mudança de zoneamento realizada sem consulta prévia! Vamos cobrar essa conta se esse delírio urbanistico for aprovado. É o Plano Sem…!

Os eixos tem o mesmo efeito de varias Operações Urbanas Consorciadas realizadas simultâneamente, sem estudos de impacto ambiental, desrespeitando-se a legislação ambiental fa ce à exigência de estudos prévios de impacto ambiental (Resolução CONAMA 001 /1986 e Lei 6938/19181) e fere também, o Estatuto da Cidade.  A proposta fere o Artigo 2º da Lei Federal 10.257 de 2001, inciso VIII no que se refere a “ adoção de padrões de produção e consumo de bens e serviços e de expansão urbana compatíveis com os limites da sustentabilidade ambiental, social e econômica do Município e do território sob sua área de influência; uma vez que não há demonstração de que há capacidade suporte para a aplicação automática dos instrumentos acima previstos nos “eixos de transformação urbana propostos” para aplicação automática no Plano Diretor

Destaco a seguir uma frase tirada da defesa do relator do PDE, logo abaixo.

“Designado relator, analisei milhares de propostas da sociedade, de vereadores e do próprio Executivo, que muito contribuíram. Algumas foram acolhidas, outras rejeitadas, porque o aperfeiçoamento do texto, embora coletivo, buscou garantir consistência e coerência para construir uma estratégia que alterasse o atual modelo insustentável de desenvolvimento urbano da cidade”. A seguir o quadro comparativo apresentado pelo Relator entre a situação atual e a proposta.

Imagem

Entretanto, pelos nossos cáculos, na verdade a verticalização proposta é bem maior se consideramos que haverá verticalização nas ZEIS 1,2,3 e 4 em, grande parte com CA 4 também

 

ÁREA ZEIS no Subsitutivo de 23-06

Outro grande destaque não expliciatdo pelo relator é que na Macroárea de Estruturação Metropolitana, localizada nas várzeas dos rios Tietê e Pinheiros que representa 195 km2 e 13 % da área da cidade, e que representa um Plano Dentro do Plano, com coeficientes liberados  e sem condicionamentos ambientais.

Slide31

 Em sintese, a proposta do Plano Diretor levará ao adensamento de 40 % da macrozona de estruturação urbana (leia-se zona urbana) sendo 12% ao longo dos eixos de transporte e 28% na chamada macroárea de estruturação metropolitana com liberação de verticalização de prédios de 40 andares ou maiores.

Slide29

Imagem1 Eixos Vila Madalena

Como ficará o entorno da Estação do Metro Vila Madalena

Imagem

 

O Modelo Urbanísticoa Proposto!

Abaixo. Todas as áreas com CA 4 propostas na cidade de São Paulo

 

Imagem

Abaixo a defesa do relator publicada em 27-06 -2014 na Folha de São Paulo

http://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2014/06/1476995-nabil-bonduki-a-necessidade-de-aprovar-o-plano-diretor.shtml

Segue o Link do Segundo Substitutivo de 24-06-2014

http://planodiretor.camara.sp.gov.br/wp/index.php/1-substitutivo-apresentado-em-plenario/

Anúncios

Um comentário sobre “PLANO SEM SUSTENTABILIDADE URBANISTICA AMBIENTAL

  1. Ivan, é um grande prazer visitar seu site sempre que possível… Inclusive achei super interessante a oportunidade de avaliar as áreas que são favorecidas pelo novo plano diretor de São Paulo, se for possível peço a gentileza de você me enviar por email o arquivo para eu dar uma olhada pelo Earth. Grande Abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s